Queda de Marcos Cabral deflagra reforma de secretariado de Caiado

Com o baixo rendimento da gestão estadual e a queda acentuada de aprovação popular, o governador Ronaldo Caiado pisou no freio e, nove meses depois de tomar posse, promove a primeira reforma do secretariado.

A mexida no tabuleiro do governo começou com a substituição Marcos Cabral na secretaria de Desenvolvimento Social, mas outras cabeças vão rolar.

São aguardadas para qualquer momento mudanças na secretaria da Educação, Goinfra e Codego.

Caiado já demitiu na prática Fátima Gavioli da secretaria de Educação ao exonerar toda a assessoria executiva da pasta sem dar satisfação à secretária.

Outro que também está com a corda no pescoço é Ênio Caiado, que faz uma gestão pífia na Goinfra e cuja inércia virou fonte permanente de desgaste ao governador. Para o lugar de Ênio iria Pedro Sales, hoje na Codego e considerado uma espécie de curinga do governo Caiado.

Com a ida de Pedro Sales para a Goinfra, a Codego também entraria no bolo da reforma do secretariado caiadista.