CPI dos Incentivos Fiscais: Humberto Aidar assombra barões do empresariado de Goiás

Com a bagagem de seis mandatos nas costas, o relator da CPI dos Incentivos Fiscais, Humberto Aidar (MDB), está assombrando os empresários pela firmeza de seus posicionamentos.

Aidar não tem o rabo preso e vem batendo de frente com os poderosos barões do empresariado goiano, como Sandro Mabel, Otavinho Lage, Carlos Luciano, César Helou, Zé Garrote e alguns prepostos, como André Rocha e Edwal Portilho, o Chequinho.

“Empresário não está acima da lei”, tem repetido Aidar nas oitivas que conduz na CPI, que, de longe, pela dimensão política e econômica que assumiu, é a mais importante já instalada na história da Assembleia Legislativa.