Perigo: Defesa Civil emite alerta de tempestade para Goiânia

Um alerta de tempestade foi emitido pela Defesa Civil estadual para vários municípios goianos para esta terça e quarta-feiras (8 e 9). Em Goiânia, além da possibilidade de vendavais e fortes chuvas, há também o risco de alagamento nas principais vias da cidade, como a Avenida Anhanguera e 2ª Radial. Para a população se prevenir e buscar outras rotas para chegar ao destino, a Defesa Civil de Goiânia elaborou uma lista contendo 94 possíveis pontos de alagamento na Capital.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Defesa Civil emite alerta de tempestade para Goiânia . Um alerta de tempestade foi emitido pela Defesa Civil estadual para vários municípios goianos para esta terça e quarta-feiras (8 e 9/10). Em Goiânia, além da possibilidade de vendavais e fortes chuvas, há também o risco de alagamento nas principais vias da cidade, como a Avenida Anhanguera e 2ª Radial. Para a população se prevenir e buscar outras rotas para chegar ao destino, a Defesa Civil de Goiânia elaborou uma lista contendo 94 possíveis pontos de alagamento na capital. . Em entrevista ao Mais Goiás, o coordenador executivo da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, Francisco do Carmo Vieira, explicou que esses pontos são conhecidos por não conseguirem dar vazão à grande quantidade de água da chuva. “Em alguns locais, o que provoca esse acúmulo de água na pista é a proximidade da via com córregos e quantidade insuficiente de bocas de lobo disponibilizadas no trecho. Há ainda bocas de lobo danificadas, entupidas com lixo e tubulação comprometida. Nós realizamos o monitoramento desses pontos e criamos um relatório, que já foi encaminhado à Seinfra para a pasta restaurá-las”, esclarece. . Os pontos mais críticos da cidade, segundo Vieira, são as ruas 87 (Setor Sul) e Cora Coralina (Setor Sul), as avenidas 2ª Radial (Setor Pedro Ludovico), 3ª Radial (Setor Pedro Ludovico) e Anhanguera (nas proximidades da Alameda das Rosas, no Setor Oeste). Essas vias são consideradas as mais problemáticas pois possuem grande fluxo de veículos e levam mais tempo para que a água empoçada escoe. Isso faz com que o trânsito fique lento e afete a região Central da capital. […] @cunha.to/Mais Goiás | Foto: reprodução

Uma publicação compartilhada por Mais Goiás (@maisgoias) em