André, Caramuru, Chequinho, Helou, Mabel, Zé Alves e Otavinho jogaram Caiado e CPI dos Incentivos Fiscais contra empresários

De lambança em lambança, de trapalhada em trapalhada, para não dizer outra coisa, a cúpula da representação empresarial em Goiás conseguiu a façanha de quebrar totalmente a relação sempre respeitosa entre a classe, governo do estado e Assembleia.

Lideranças classistas, André Rocha (Sifaeg), Alberto Caramuru (Adial-Goiás) Edwal Portilho, o Chequinho (Adial-Goiás), César Helou (Adial-Goiás), Sandro Mabel (Fieg) , Zé Alves (Adial nacional) e Otavinho Lage (Adial-Goias) fizeram tanta bobagem que acabaram jogando Caiado e CPI dos Incentivos Fiscais contra empresários.
Um desastre.