Por iniciativa de Gustavo Sebba, Assembleia Legislativa deve instalar nova CPI para investigar privatizações

Com o intuito de investigar privatizações que devem ocorrer no âmbito do estado e de fiscalizar a prestação de serviços das concessionárias que ganharam licitações para administrar as Brs que cortam Goiás, a Assembleia Legislativa deve instalar em breve uma nova Comissão Parlamentar de Inquérito: a CPI das privatizações.

A abertura da comissão vem sendo encabeçada pelo deputado estadual Gustavo Sebba (PSDB). O requerimento para abertura da CPI já conta com 17 assinaturas, mas existe o compromisso de outros quatro parlamentares em chancelar o documento para a instalação da CPI das privatizações.

Atualmente existem outras três CPIs em andamento na Casa: a da Enel, dos Incentivos Fiscais e das Obras Paradas. As comissões investigam, respectivamente, irregularidade na prestação de serviço de fornecimento de energia elétrica no estado pela concessionária Enel Goiás e possíveis irregularidades no processo de privatização da antiga Celg; suspeitas de concessão indevida ou irregular de incentivos fiscais a diversas empresas e as motivações que levaram ao grande número de obras paradas deixadas pela administração anterior.