Plano de Maguito é queimar o nome de Iris e lançar o filho Daniel Vilela para o governo

Por trás da ofensiva verbal de Maguito Vilela, bombardeando um “nome velho” como candidato a governador pelo PMDB em 2014, esconde-se uma estratégia já calculada do experiente político.

O prefeito de Aparecida queima Iris Rezende, classificando-o como “velho” e inviável depois da pesquisa Serpes que pediu um nome novo na disputa.

Em seguida, cita o nome de Júnior Friboi, mas, na verdade, trabalha para abrir espaço para lançar seu filho, o deputado Daniel Vilela, ao governo em 2014.

O grupo maguitista, que definitivamente afastou-se de Iris e sua turma, acredita piamente que Daniel pode repetir o fenômeno de 1998 protagonizado por Marconi, quando derrotou o imbatível Iris.