TJ-GO nega aval à reforma da Previdência de Caiado, diz Fabiana Pulcineli

A reforma previdenciária estadual que o governador Ronaldo Caiado quer implementar não é pacífica e encontra resistência nos demais poderes.

Depois de surgir os primeiros focos de rejeição na Assembleia Legislativa, conforme adiantou o presidente da Casa, Lissauer Vieira, agora é o Judiciário que coloca o pé na porta.

De acordo com a jornalista Fabiana Pulcineli (O Popular), o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) informou nesta terça-feira (22) que não teve participação nas discussões sobre a reforma previdenciária e defendeu amplo estudo e debate sobre o assunto.

Em outras palavras, o recado do TJ-GO a Caiado é claro: a proposta preliminar da reforma não foi bem recebida pelos juízes e desembargadores.