URGENTE Com voto de Luiz Barroso, STF tem placar de 3 a 1 pela prisão após segunda instância

O ministro Luís Roberto Barroso acabar de dizer que que irá seguir o voto de Alexandre de Moraes e Edson Fachin, posicionando-se a favor da prisão em 2ª instância.
Ainda faltam votar, pela ordem, Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Celso de Mello e, por último, o presidente Dias Toffoli.