MP-GO pede prisão preventiva de militar acusado de sequestro e estupro em Rio Verde

O Ministério Público de Goiás, por intermédio da promotoria de justiça em plantão na comarca de Rio Verde, protocolou hoje (24/10) pedido de conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva em desfavor do policial militar Cristiano Silva de Macena.

Ele foi preso em flagrante nesta quarta-feira (23/10), suspeito de sequestrar, durante a madrugada, duas menores – uma com 11 e outra com 12 anos – e de estuprá-las em seguida, entre outros fatos.

O pedido de prisão preventiva foi feito hoje pelo promotor Fabrício Lamas Borges da Silva e fundamenta-se, entre outros motivos, na gravidade concreta dos fatos, na periculosidade demonstrada pelas condutas do investigado e no risco que a liberdade dele traz para a instrução processual, notadamente por indícios que ele teria extraviado uma prova durante a sua prisão.

O caso está sendo acompanhado de perto pelo MP-GO e corre em segredo de justiça para preservar a intimidade das vítimas. Pelo mesmo motivo, não serão fornecidas, por enquanto, novas informações. (Texto: Assessoria de Comunicação Social, a partir de informações do promotor plantonista – Foto: banco de imagens)