Vitor Hugo ataca e diz que Waldir ficou com a parte do leão dos recursos do PSL na eleição de 2018

O líder do governo na Câmara, deputado Vítor Hugo, acusou depurado Delegado Waldir de ter concentrado recursos do partido nele, durante as eleições. “Foram R$ 420 mil do fundo eleitoral partidário que ele usou para si e o mínimo para candidatas mulheres, mas ainda assim em propagandas casadas com a dele. Também usou toda a estrutura partidária, dos diretórios, todo o tempo de TV e rádio”, disparou no Jornal Opção.
Para Vítor Hugo, a substituição de Waldir no cargo de líder do PSL na Câmara teve como objetivo trazer estabilidade para as votações do governo “A liderança do Delegado Waldir não estava trazendo essa seriedade na condução e nem estabilidade”, diz.

Segundo Vitor Hugo, o ex-líder do PSL na Câmara colocou em risco a votação de uma medida provisória importante com uma obstrução. Depois, colocou em risco a aprovação do projeto de Lei 1645/19 que trata da reestruturação das carreiras militares e também da previdência social dos militares.

“Com isso, o governo decidiu então fazer movimentos para retirá-lo e a chegada do Eduardo Bolsonaro foi muito bem vinda. Ele já conseguiu, em pouco tempo, trazer estabilidade”, afirma. Segundo Vitor Hugo, na última semana foi possível avançar em pautas importantes como a reforma da Previdência, área de saneamento e Base de Alcântara.

Ainda de acordo com Vitor Hugo, a escolha de Waldir para ser líder do PSL na Câmara não foi fruto de eleição, mas “quase uma imposição” de Luciano Bivar. “Enquanto era um problema regional não me mobilizei para nada. Aprendi a conviver com ele, a reforma da Previdência nos aproximou, porque teria que ser conduzida por nós juntos. Embora, no início, ele tenha feito algumas críticas”, afirma.

“Mas, quando ele começou a colocar em risco as votações atuais deixou de ser uma questão regional e passou a ser uma questão nacional. E, embora eu tenha preferido em todos os momentos me manter neutro, neste caso não tive opção, foi uma decisão clara. O presidente da República estava claramente incomodado, porque poderia colocar em risco as votações”, diz Vitor Hugo.

Assim, explica, a maioria dos deputados se reuniu e conseguiu tirar a liderança do Delegado Waldir. “Foi a melhor coisa que a gente fez”, conclui, ao mencionar as gravações vazadas com declarações do ex-líder.