Aidar diz que Mitsubishi pagar só 0,28% de ICMS para Goiás “ultrapassa qualquer linha de razoabilidade”

Para o relator da CPI dos Incentivos Fiscais, deputado estadual Humberto Aidar (MDB), o fato de a Mitsubishi pagar hoje uma carga tributária de 0,28% de ICMS para Goiás “é um dado que ultrapassa qualquer linha de razoabilidade”. O representante da Mitsubishi em Goiás, Ailton Bonfim, depõe neste momento na CPI.