Entidades de servidores participam na Assembleia de audiência pública sobre Reforma de Caiado na Previdência

Representantes da sociedade organizada participam, neste momento, de audiência pública para debater a Reforma da Previdência proposta por Caiado,  na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego).

O discurso de abertura da deputada Adriana Accorsi foi marcado pela necessidade de discutir a perda dos direitos, vulnerabilidade e instabilidade de postos de trabalho com a proposta do governo que, segundo ela, mais retira brutalmente os direitos adquiridos, como licença prêmio e licença maternidade e direito de amamentação. “É uma proposta cruel que nos preocupa e será votada nos próximos dias. Por isso, precisamos analisar e sugerir alterações nesse projeto e conto com a ajuda de todos vocês para isso”, destacou.

Foram convidados para debater o tema e compor a mesa de autoridades: Fátima Gaviolli, secretária da Educação; Bia de Lima, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado de Goiás (Sintego); Juliana Pádua Martins, presidente da Associação dos Papiloscopistas Policiais Civis do Estado de Goiás; Kátia Maria, presidente do PT-GO; Antônio da Costa, diretor Jurídico do Sinpol; Fernando Guedes, gerente de Atuária e Dados Previdenciários da Goiás Prev; Marly Marçal, conselheira seccional da OAB-GO; Gustavo Pedrosa, secretário-Geral do Sindipúblico; José Virgílio, presidente da Ugopoci; deputados Delegado Eduardo Prado, Claúdio Meireles e Adriana Accorsi.