CPI dos Incentivos Fiscais pode trabalhar durante recesso, informa jornalista

Informa o jornalista Rubens Salomão, do jornal O Hoje, que “o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Incentivos Fiscais na Assembleia Legislativa, Humberto Aidar (MDB), conseguiu autorização para prorrogar os trabalhos até fevereiro de 2020”. Diz o jornalista que “até lá, é provável que as apurações sobre possíveis excessos na concessão de benefícios concedidos a empresas em Goiás continuem”.
“A intenção é terminar até antes do recesso, mas a prorrogação foi feita preventivamente. Se não conseguir agora até antes do fim dos trabalhos na Casa, vou trabalhar durante o recesso e aí ficaria para o mês de fevereiro”, avalia o relator. Os debates em torno das investigações, oitivas na comissão e – principalmente – os projetos apresentados por Aidar para acabar ou restringir regalias têm causado intensa insatisfação de empresários, que mantêm articulação política para que a CPI seja logo encerrada e os projetos modificados ou engavetados.