Mais um protesto contra o governo Caiado: médicos do Hugo vão paralisar os serviços

A Secretaria Estadual de Saúde vai transferir do Hugo 276 servidores concursados. A medida autoritária já está repercutindo e em resposta o Simego anunciou que no próximo dia 28 os médicos do hospital vão fazer uma paralisação de advertência. O Hugo está passando por uma crise grave.

A organização social INTS está prestes a assumir a gestão do hospital, mas os servidores denunciam diversas irregularidades no processo de seleção desta OS.