Em cartilha, sindicato diz que reforma da Previdência de Caiado “propõe o sacrifício dos servidores públicos”

Em cartilha na qual explica o projeto de reforma administrativa em tramitação na Assembleia Legislativa, o Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sintego) afirma que o governador Ronaldo Caiado “propõe o sacrifício dos servidores públicos”. 

O sindicato enumera os prejuízos que advirão do projeto: 1) acaba com o quinquênio sem que haja contrapartida; 2) acaba com a paridade de remuneração em caso de afastamento do servidor para exercício de mandatos eletivos e substitui pela obrigatoriedade de filiação ao regime próprio de origem do servidor; 3) acaba com o auxílio especial para servidores com filhos deficientes; 4) Impede aposentadoria em dois vínculos trabalhistas; 5) acaba com a aposentadoria especial dos professores; 6) acab com a faixa especial de contribuição dos inativos que são portadores de doença incapacitante; 7) aumenta a alíquota de contribuição previdenciária obrigatória.