Henrique Arantes afirma que Enel faz maquiagem nas contas

O deputado Henrique Arantes (MDB) falou da tribuna no Pequeno Expediente, quando criticou a atuação da empresa Enel por falhas na prestação do serviço de fornecimento de energia ao consumidor goiano.

Arantes comentou que participou de audiência pública em Iporá quando representantes da empresa responderam perguntas aos participantes. Segundo ele, a situação no município é a mesma de outras regiões do estado, com mals serviços prestados ao produtor rural está mal servido, ao centro urbano e aos bairros mais afastados.

O deputado contou ainda que a CPI da Enel obteve resposta de ofício enviado à Agência Nacional de Energia Elétrica sobre a atuação da empresa em Goiás. De acordo com Henrique Arantes os investimentos realizados pela empresa em 2017 e 2018 não correspondem ao montante de R$ 1 bilhão por ano, conforme a energética tem divulgado. “Em 2017 foram 893 milhões e, em 2018, chegaram a 568 milhões. É claro que a Enel maquia as suas contas. Com certeza a conclusão do trabalho da CPI no final deve ser pelo indiciamento da empresa por crime fiscal, por crime contra o consumidor e pedir talvez até indenização por danos morais e materiais coletivos para o Estado de Goiás”, disse Henrique.