Caiado vai mandar novo programa de incentivos fiscais à Assembleia sem ouvir Adial, Fieg e Fórum Empresarial

À revelia da Adial Goiás, da Fieg e do Fórum Empresarial, o governador Ronaldo Caiado (DEM) vai encaminhar nos próximos dias à Assembleia Legislativa projeto que o novo programa de incentivos fiscais no estado, o Pro-Goiás.

O Pró-Goiás vai substituir o Produzir-Fomentar e tem como modelo programa instituído no Mato Grosso. A ideia de Caiado é restringir os incentivos fiscais e oferecer benefícios para as empresas que se instalarem em municípios menos desenvolvidos, como os que estão situados na região do Nordeste goiano

Os empresários reclamam da falta de debate e reivindicam acesso ao texto do Pró-Goiás, mas a secretara da Economia decidiu não compartilhá-lo para evitar desgastes antes da hora.

Ou seja, o governo Caiado ignorou solenemente a Adial Goiás, Fieg e Fórum Empresarial, que choramingam itens como a manutenção do Protege de 15%, com redução 5% para quem aderir ao Pró-Goiás.

“Nós não concordamos e isso vai ser muito ruim para estado”, reclama Otavinho Lage, presidente da Adial Goiás.

https://t.co/YKYxf2Nt2i?ssr=true