Reformas da Previdência e Administrativa são pautas de reunião entre representantes sindicais e deputados

Ocorreu na manhã desta quarta-feira (11), na sede da Associação dos Magistrado em Goiás (Asmego), uma reunião entre os representantes sindicais que compõem o Fórum em Defesa dos Serviços e Servidores Públicos de Goiás e oito deputados estaduais. Estiveram presentes: Bruno Peixoto (MDB), Karlos Cabral (PDT), Coronel Adailton (Progressistas), Álvaro Guimarães (DEM), Major Araújo (PSL), Virmondes Cruvinel (Cidadania), Delegado Eduardo Prado (PV) e Delegado Humberto Teófilo (PSL).

A reunião tratou das Reformas da Previdência, Administrativa e da alteração no Estatuto do Magistério e do Servidor Público. De forma geral, todos os servidores públicos serão afetados, já que a proposta abrange os/as trabalhadores/as da esfera estadual e municipais.

A Reforma Administrativa e a alteração dos Estatutos têm em comum as propostas a extinção do quinquênio, o fim da licença-prêmio e inviabilização do mandato classista. Já a Reforma da Previdência, dificulta a aposentadoria para todos, especialmente, para a categoria da Educação, que teve o tempo de contribuição aumentado em aproximadamente 15 anos.

“Estamos mobilizados e trabalhando muito para que os deputados se sensibilizem com a gravidade destas propostas. Muitos deles também são servidores públicos e têm a real noção do quanto estas reformas são prejudiciais. Não concordamos de forma alguma com essas medidas do Governo Estadual, e estamos buscando o apoio dos parlamentares. Ouvimos deles na época da campanha eleitoral que todos estariam do lado da Educação e, agora, estamos cobrando!”, afirmou a presidente do Sintego, Bia de Lima.