Justiça condena nove por esquema de desvio de recursos do Mutirama. Um deles é o vereador Zander

A Justiça condenou em primeira instância nove acusados de participação de esquema de desvio de recursos do Mutirama.

A decisão foi da juíza Placidina Pires, da Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organização Criminosa e Lavagem de Capitais.

A suposta fraude foi apurada durante a Operação Multigrana. O vereador Zander Fábio (Patriota) está entre os que foram condenados.

De acordo com a decisão foi decretada a perda e a proibição de exercer cargos públicos por oito anos de Zander Fábio, Dário Alves Paiva Neto, Larissa Carneiro de Oliveira, Clenilson Fraga da Silva e Leandro Rodrigues Domingos.

Geraldo Magela Nascimento, Davi Pereira da Costa, Deoclécio Pereira da Costa e Fabiana Narikawa Assunção, que não possuem cargos públicos, foram apenas inabilitados de exercer cargos e funções públicas por oito anos.

A juíza ainda não definiu as penas individualizadas. Porém de acordo com a justiça, pelos crimes que foram investigados, a pena pode ultrapassar 12 anos de prisão para cada um dos acusados.

Também está prevista uma reparação de  danos que pode chegar a R$2.181.458,10. A quantia individualizada para cada acusado também não foi definida por Placidina Pires.

Segundo a juíza, em relação aos bens dos sentenciados, que já se encontravam bloqueados desde o início da operação, foi decretado o perdimento para completar a reparação de danos.

A acusada Tânia Camila de Jesus Nascimento foi absolvida das acusações por falta de provas e teve a liberação de seus bens.