Absurdo: presidente da Goinfra afirma que dificuldade de manutenção das GOs decorre do ‘excesso de rodovias pavimentadas’ no Estado

Para justificar o grande números de buracos e a falta de manutenção das GOs, presidente da Goinfra culpou excesso de rodovias pavimentadas, apontando a “expansão irresponsável da malha” nos governos passados. Pedro Sales afirmou ao jornal O Hoje que a dificuldade no trabalho de recuperação das rodovias estaduais está no “aumento no número de rodovias pavimentadas nas gestões ‘dessa rapaziada’, em referência aos governos tucanos de Marconi Perillo e José Eliton”.

Pelo visto, o segundo ano gestão de Ronaldo Caiado inicia como terminou o primeiro. Sua marca registrada – de enumerar problemas para justificar deficiências em sua gestão – parece que vai marcar também 2020. As rodovias goianas pedem socorro e as reportagens sobre acidentes decorrentes da falta de manutenção das GO’s se multiplicam.  

Em nota à Coluna Xadrez (jornal O Hoje), o presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transporte (Goinfra), Pedro Sales, inaugurou nova fase de justificativas para inoperância do governo de Goiás. O auxiliar de Caiado inovou nas desculpas e culpou os governos de Marconi Perillo e José Eliton pelo excesso de rodovias pavimentadas no Estado.

De acordo com a nota, os governadores tucanos realizaram uma “expansão irresponsável da malha”. “É como se alguém que tenha alimentos em casa, ao invés de colocá-los na geladeira, compre mais e mais alimentos”, afirmou. Conforme Pedro Sales, o aumento no número de rodovias pavimentadas nas gestões ‘dessa rapaziada’, é a responsável pela dificuldade do governo de Goiás em realizar as manutenções adequadas das rodovias.

Nas gestões de Marconi e José Eliton foram pavimentamos mais de 5 mil quilômetros de rodovias. Outros 6 mil quilômetros foram reconstruídos, melhorando o escoamento da nossa produção, facilitando o acesso às cidades turísticas e promovendo conforto e segurança para todos os que precisam trafegar em nossas estradas.

Se Goiás hoje é destino de grandes indústrias e de milhares de turistas é porque o estado tem uma malha viária pavimentada que interliga todas as Regiões do Estado. Todas as rodovias que chegam à capital foram duplicadas.