Câncer mata locutor de rodeios Asa Branca aos 57 anos, em São Paulo

Waldemar Ruy dos Santos, conhecido como Asa Branca, morreu nesta terça-feira (4), aos 57 anos, em São Paulo  Ele lutava contra um câncer na mandíbula.

O anúncio foi feito na página oficial do artista nas redes sociais. 

O locutor de rodeios, que também era portador do vírus HIV, estava internado no Instituto do Câncer, em São Paulo, desde o dia 25 de janeiro. 

Asa Branca nasceu em 1962 em Tiriúba, município no interior de São Paulo, e fez fama na década de 90 como a voz de grandes rodeios, que o levou a participar de novelas como Mulheres de Areia (1993) e O Rei do Gado (1996), da TV Globo. 

À época, ele chegava a faturar até R$ 300 mil por mês e levava uma vida badalada, regada a bebida, drogas, festas e mulheres, conforme o mesmo já revelou. Em 1999, ele recebeu o diagnóstico do HIV.

O locutor era casado com Sandra dos Santos e tinha seis filhos.