Caiado denuncia boicote da Secretaria de Privatizações do Ministério da Economia e adia sine die a venda das ações da Saneago

Em entrevista ao jornal Valor Econômico nesta terça-feira (11), o governador Ronaldo Caiado (DEM) anunciou que adiou sine die a venda das ações da Saneago.

Caiado acusou o secretário de Privatizações do Ministério da Economia, Salim Mattar, de boicotar a oferta das ações.

O governador goiano considerou também para a suspensão do processo de venda das ações da Saneago, prevista para fevereiro, a rejeição da população e da classe política a qualquer proposta de privatização.

Caiado disse que a Secretaria de Privatizações do Ministério da Economia estaria passando ao mercado sinais negativos em relação a Saneago.

Salim Mattar, de acordo com governador, é crítico do comportamento do governo estadual frente a Enel, alegando que a insegurança gerada à empresa em Goiás poderia comprometer a agenda de privatizações do país.