Major Araújo critica demora e cobra de Caiado providências no combate ao coronavírus

O deputado Major Araújo (PSL) criticou a forma como o governo estadual está atuando para combater um possível surto do coronavírus em Goiás. “A única ação que eu vi o governador fazer foi uma propaganda paga na mídia dizendo que quando o Brasil precisou, Goiás estendeu as mãos. Não vi mais nada, nem um investimento. Ontem, houve uma pequena reação depois que o assunto veio à tona aqui nesta Casa, com o deputado Talles Barreto (PSDB) e outros que o antecederam”, disse.

O parlamentar também se manifestou a favor dos policiais e professores da rede pública estadual. “O governador prometeu que iria valorizar os professores e os policiais. Repetiu isso por várias vezes nos seus discursos. Parece que causava até ciúme nos demais servidores. Agora, além de extinguir direitos e conquistas históricas dos professores e dos servidores de forma geral, ainda não paga o piso nacional, que é uma imposição legal”, criticou.

Segundo Major Araújo, o Governo recebe recursos do Fundeb para pagar o piso aos professores, mas mesmo assim não o faz. Ele disse que o Governo mantém o jornalista Nilson Gomes como servidor da Codego, apenas para escrever artigos atacando os adversários, mas poderia pagar uma boa quantidade de professores com o salário de quase R$ 17 mil recebido pelo profissional.