Governo federal corta verbas e UFG perde 13% das bolsas de mestrado e 20% de doutorado

Os novos critérios estabelecidos em março pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (Capes), órgão ligado ao Ministério da Educação (MEC), para a distribuição de bolsas de pós-graduação em todo o Brasil vão representar um corte de 170 bolsas de pesquisa na Universidade Federal de Goiás (UFG).

Com isso, a UFG terá perda de 13% dos benefícios concedidoa nos mestrados da instituição e 21% nos de doutorados.

A informação foi confirmada pelo pró-reitor em pós-graduação da UFG, Laerte Ferreira.