Demóstenes Torres: “Ou Mandetta opta pela lealdade, ou Bolsonaro deve demiti-lo”

Evocando memórias do tempo de estudante na década de 70, quando colegas se deliciavam com a literatura erótica de Adelaide Carraro e Cassandra Rios, o advogado Demóstenes Torres analisa o comportamento do ministro Mandetta e do presidente  Bolsonaro.

“Bolsonaro, para ter ainda alguma chance de reverter seu descrédito, há que perder a imagem de um presidente frouxo, desmiolado, que age emocionalmente, enfim, que não tem a condição mínima de dirigir o país e dar-lhe uma direção serena para atravessar o túnel. A 1ª atitude para demonstrar seu pulso forte é demitir rapidamente Mandetta”, sublinha.

Em arremata: “O ministro, se for mantido no cargo, por sua vez, deverá optar entre a lealdade ao presidente, ser uma espécie de primeira-dama, ou a cada dia ir se tornando mais a personagem cuspida e escarrada de Adelaide Carraro.”

Leia íntegra do texto de Demóstenes publicado no site nacional Poder 360:

https://www.poder360.com.br/opiniao/governo/ou-mandetta-opta-pela-lealdade-ou-bolsonaro-deve-demiti-lo-avalia-demostenes-torres/