Saia justa: Gracinha Caiado e Lúcia Vânia vivem climão no governo Caiado

Há um velho ditado que diz que dos bicudos não se beijam. A sabedora popular mais uma vez se comprova na prática.

Na coluna Giro (O Popular) deste sábado (25), há um registro de que a primeira-dama Gracinha Caiado e a secretária de Ação Social Lúcia Vânia vivem climão e andam se estranhando no governo.

“Diante do clima ruim, Lúcia Vânia não participou das duas últimas videoconferências das primeiras-damas” anota a coluna, sugerindo uma guerra de vaidades entre as duas.

Que isso era questão de tempo, todos já sabiam pela fama de encrenqueiras que ambas cultivam. A surpresa foi a rapidez com isso com o que o barraco foi instalado.

A boa convivência entre Gracinha e Lúcia Vânia não durou seis meses e os atritos entre elas têm presença obrigatória no tititi diário dos bastidores do governo, sempre dando conta de alfinetadas mútuas e até mesmo de inflamados bate-bocas.

O fato é que a área social é um dos pontos fracos do governo Caiado. As ações sociais estão travadas e não ganharam visibilidade que o governador esperava com a presença de Lúcia Vânia na área.

Gracinha culpa a ex-senadora de se comportar como se fosse ela, a secretária, a primeira-dama, que estaria atrapalhando o seu trabalho pelo excesso de personalismo.

Lúcia Vânia, por seu turno, queixa-se da interferência da primeira-dama na sua pasta, acusando Gracinha de ser desorganizada e não ter noção de gestão pública.

Ou seja, elas definitivamente não se bicam e não combinam em nada, a não ser no hábito cafona de amarrar lenços com estampas florais e de oncinha pintada no pescoço.