Caiado muda uso do Fundo Protege, que Marconi criou para financiar programas sociais como o Bolsa Universitária e o Passe-Livre Estudantil 

A Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira (28), em primeira votação, projeto enviado à Casa pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) para flexibilizar o uso do Fundo de Proteção Social (Protege).

O Protege, constituído de 15% dos incentivos fiscais concedidos às empresas, foi criado pelo ex-governador Marconi Perillo para financiar programas sociais como o Bolsa Universitária, Cheque Moradia, o Renda Cidadã e o Passe-Livre Estudantil.
Agora, com o projeto de Caiado aprovado, o Protege poderá ser utilizado para outras finalidades, até mesmo, por exemplo, para publicidade e compra de frutos do mar para a cozinha do Palácio das Esmeraldas.