Caiado vai se reunir com arcebispo e pastores evangélicos para comunicar proibição de cultos

O governador Ronaldo Caiado convocou lideranças religiosas para comunicar que o novo decreto de quarentena vai proibir cultos para evitar aglomerações. No decreto anterior, cedendo a pressões de pastores evangélicos, Caiado foi imprudente e liberou celebrações nas igrejas, contrariando recomendação contrária da UFG e do comitê gestor da crise da covid-19.

A irresponsabilidade de Caiado deu no que deu: Goiás possui hoje o menor índice de isolamento social do país e assiste o avanço da pandemia na população goiana.