Marconi dá receita a Caiado para enfrentar a crise do coronavírus: “Escute as pessoas”

O ex-governador Marconi Perillo não fala em público, mas a interlocutores que o procuram aponta que o caminho para combater o avanço do coronavírus passa necessariamente pela humildade do governador para ouvir todos os segmentos e construir um plano coletivo para frear a pandemia. “O governante não pode agir de forma ditatorial, impondo medidas, mas deve se pautar pelo diálogo e o consenso”, ensina ele.
“É hora de ouvir, mergulhar no trabalho e ter capacidade de unir os diversos setores”. O tucano afirma que o primeiro objetivo é salvar vidas, mas a preocupação com a economia e principalmente a manutenção dos empregos deve ter atenção especial”. “Os empresários goianos são sensíveis e solidários, se chamados a contribuir, não fogem da responsabilidade social”, diz.
Ele lembra também que Goiás é um Estado privilegiado em termos de rede hospitalar e isso ajuda muito. Para o ex- governador, a classe médica do estado também é receptiva e tem de ser consultada.
Para Marconi, segundo relato dos interlocutores, “falta no momento em Goiás uma liderança efetiva, democrática e sensível, que saiba ouvir e dialogar com humildade e não apenas para levar decisões prontas e acabadas com o intuito de simular conversa com a sociedade”.