Em meio a protestos antirrascistas, popularidade de Trump derrete nos EUA

O principal fator de perda de popularidade de Trump tem sido a retórica agressiva da lei e da ordem. Ele perdeu uma parcela considerável de apoio partidário dos republicanos quando decidiu ameaçar mandar tropas para conter os atos antirracistas. A cada dia que passa, engrossam as manifestações pacíficas que acontecem em mais de cem cidades dos EUA. O candidato à reeleição na américa-do-norte está isolado e tem apenas 5 meses para se recuperar, acrescenta a reportagem.

Trump também se distanciou de seu secretário de Defesa, Mark Esper. Após tentar posar com uma bíblia em frente a uma igreja incendiada, o republicano foi repudiado por diversas lideranças religiosas dos EUA.

No momento, cerca de 70% dos americanos estão do lado dos manifestantes. Uma pesquisa divulgada pela CBS News revelou que somente 32% dos estadunidenses aprovam as medidas adotadas por Trump para conter as manifestações. O candidato dos democratas para as eleições presidenciais, Joe Biden, ampliou sua vantagem para oito pontos percentuais sobre Trump, de acordo com o Real Clear Politics.