Lojistas da 44 radicalizam e anunciam que voltarão a funcionar dia, nem que for na marra

O presidente da Associação Empresarial da Região da 44 (AER44), Jairo Gomes, afirmou nesta quinta-feira (4) que independentemente do que for argumentado pela prefeitura de Goiânia, os comerciantes da região da 44 retornarão às atividades no próximo dia 13 de junho.

Segundo Jairo, a data já havia sido acordada anteriormente com a prefeitura de Goiânia. “Não tem mais conversa. Queremos apenas que cumpram com o que inicialmente combinamos”, assinalou.

“Me preocupo muito com a saúde dos goianienses, especialmente a das nossas famílias, mas além do vírus, a fome também mata. Nada mais justo que voltarmos ao trabalho, haja vista que caminhamos para os 90 dias de paralisação total das nossas atividades”, argumentou.

Gomes explicou que os comerciantes querem mostrar para as autoridades que a reabertura é parte da solução e não parte do problema. “O problema já está aí e estamos enfrentando. O que precisamos agora é retornar para aquilo que nos garante o sustento. Já estamos preparados e dia 13 estaremos de volta”, pontuou.

Questionado sobre a manifestação que ocorre neste momento em frente ao Paço Municipal de Goiânia, disparou: “Qualquer tipo de mobilização que seja pacifica é permitida pela Constituição. O que queremos é mostrar o contra senso da prefeitura. É uma manifestação pacífica e coerente de trabalhadores que sofrem por serem impedidos de exercerem aquilo que lhes é de direito”.