Acusado de interceptação telefônica por Jorge Caiado, Rodney Miranda foi demitido por grampos ilegais no Espírito Santo

O grampo telefônico irregular realizado pela polícia na redação da Rede Gazeta derrubou o secretário da Segurança Pública do Espírito Santo, Rodney Miranda, que era delegado federal.
Ele foi afastado pelo governador Paulo Hartung (PMDB), três dias após a divulgação do caso.

“Coloquei o cargo à disposição, visto o problema que ocorreu com relação à gravação”, disse Miranda à época.

Miranda agora novamente se vê às voltas com denúncias de grampo: o primo de Caiado, Jorge Caiado, acusou categoricamente em áudio-bomba o secretário de Segurança de interceptar o seu telefone.