Trazido de fora para combater a corrupção em Goiás, Rodney Miranda é mandado embora… por suspeita de corrupção

Rodney Miranda, o homem que Caiado trouxe para combater a bandalheira que ele imaginava existir em Goiás, foi demitido depois de não conseguir mostrar um único caso de corrupção no governo anterior.

Pior: Rodney foi mandado embora acusado de corrupção justamente por um membro proeminente do caiadismo, Jorge Caiado, o Jorjão.

O ex-secretário saiu do governo humilhado e desmoralizado. E, o que é mais grave: foi escorraçado com o consentimento do governador, até porque é de conhecimento geral que Jorjão não dá um passo sequer sem a aprovação prévia do primo Ronaldo.

O ex-secretário de Segurança Pública deixou o cargo com fama de incompetente e que age fora da lei grampeando colegas de governo e parentes do governador, com fortes suspeitas de corrupção. Segundo Jorjão, o ex secretário teria desviado R$ 1 milhão de reais do Corpo de Bombeiros.

Triste a passagem por Goiás do capixaba que, de acordo com Caiado, era de sua extrema confiança e veio para o estado para acabar com a corrupção.

Se não vier a público para rebater as denúncias de Jorjão, Rodney vai carregar nas costas o peso da corrupção

Ao autorizar o primo a fazer as pesadas acusações do áudio-bomba, Caiado deve ter em mãos fatos e documentos que comprovam o que Jorjão disse.

Se não for quebrado, o  silêncio de Rodney deve ser entendido como a confirmação nua e crua das gravíssimas acusações .