PP perde força na política pela ausência de Baldy em Goiás

Com o comando partidário ausente e praticamente acéfalo em Goiás, o PP de Alexandre Baldy perde força e espaço na política goiana. Mesmo em tempos de pandemia, as articulações dependem da presença e do olho no olho. Baldy raramente vem a Goiás e ainda se comporta como ministro. Não atende ligações de celular e dificilmente da retorno aos contatos, o que a acontece até nas mensagens de WhatsApp. Resultado: o PP está alijado das grandes conversações que rolam no estado com vistas às eleições municipais, que terão reflexos em
2022.