Bolsonaro: Mandetta é bom de lábia e ajudou a potencializar pavor da população. Ex-minstro foi demitido depois de entrevista à Globo em Goiânia

Em entrevista à TV BandNews, o presidente Jair Bolsonaro criticou a maneira como ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta conduzia a crise da covid-19. Para Bolsonaro, “Mandetta é um bom comunicador e ajudou a potencializar o pavor da população” com a doença causada pelo novo coronavírus.

Além dos desgastes que se acumulavam entre Mandetta e Bolsonaro, o presidente citou a entrevista concedida pelo então ministro ao programa Fantástico, da TV Globo, como estopim para sua demissão. Na ocasião, Mandetta estava  hospedado no Palácio das Esmeraldas a convite do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, e disse que “o brasileiro não sabe se escuta o ministro ou o presidente”.

Em compensação, o atual ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, foi elogiado por Bolsonaro. Segundo o presidente, o general do Exército que substituiu o ex-ministro Nelson Teich, tem feito um “brilhante trabalho na Saúde”. Bolsonaro defendeu a divulgação diária de mortes causadas pela covid-19 atreladas aos dias exatos em que os óbitos ocorreram, medida também endossada por Pazuello.