Apesar de 1 milhão de casos, Bolsonaro volta a minizar a pandemia de coronavírus

Jair Bolsonaro voltou a minimizar a gravidade da pandemia de coronavírus, no dia em que o Brasil superou 1 milhão de casos.

“Se dependesse de mim – mas o Supremo disse que são os governadores que fazem esta política – não teria o pessoal parado de trabalhar, não. Quem tem idade de 40 pra baixo, se pegar, a chance de pegar algo grave é ínfima”, disse ele, a um grupo de apoiadores,na sexta-feira (19).

Uma apoiadora disse a ele que familiares que residem junto a ela foram infectadas, mas ela, não.

“Pode até ter pego e não sabe. Quase 90% não sente quase nada, nem sintoma de gripe tem”, afirmou o presidente.