Aparecida de Goiânia amplia testagem em massa para a Covid-19 com pontos de coleta em sete Unidades Básicas de Saúde

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia continua ampliando a testagem em massa da população seguindo estratégia recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para enfrentamento do Coronavírus. Agora, além dos dois drive-thrus e das três Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) da cidade (Brasicon, Buriti Sereno e Flamboyant), sete Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) também serão pontos de coleta para o exame. Três delas já estão com o serviço em funcionamento: Expansul, Jardim Tiradentes e Garavelo Park. O teste identifica se a pessoa está com a Covid-19 e só pode ser feito mediante indicação médica com agendamento pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

“Já realizamos, desde 22 de abril deste ano, mais de 43 mil exames do tipo RT-PCR, considerado o melhor do mercado mundial para a detecção do novo Coronavírus, e vamos ampliar isso ainda mais com a participação das UBS’s. Testamos, todo dia, mais de mil pessoas. Já superamos nossa própria média de testar 6.847 habitantes por cada grupo de 100 mil e até a média nacional de 2.100 habitantes por 100 mil”, destaca o prefeito Gustavo Mendanha, que completa: “A testagem em massa nos permite conhecer a realidade da Covid-19 em nosso município, e, dessa maneira, embasar as decisões do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus em Aparecida para proteger a vida humana, que é o mais importante, e também promover a flexibilização responsável do isolamento social”, disse o gestor.

O secretário municipal de Saúde, Alessandro Magalhães, que também preside o Comitê, afirma que a testagem em massa ajuda a salvar vidas, a evitar o colapso dos leitos de UTI na cidade e o agravamento dos quadros clínicos, porque, uma vez diagnosticada a Covid-19, a SMS passa a monitorar e a orientar o paciente com a equipe de Telemedicina, sendo que os mais vulneráveis ao vírus realizam, a cada 48h, uma bateria de exames laboratoriais para análise da evolução da doença, bem como levam para suas casas oxímetros emprestados mediante prescrição dos médicos da SMS.

“A testagem ampla, somada ao monitoramento dos pacientes, ao tratamento adequado destes e à criação de novos leitos de UTI e semi-UTI para tratamento exclusivo da Covid-19, tem nos ajudado e evitar muitas mortes e sofrimentos. Até agosto teremos 240 desses leitos, sendo 130 UTI’s. Além disso, estamos em permanente aprimoramento e prontos para quaisquer correções de rumos, estudamos diariamente as experiências bem-sucedidas aplicadas no Brasil e no mundo e as descobertas científicas mais recentes”, enfatiza Alessandro Magalhães.