Caiado afina para Adial e Sandro Mabel: Goiás perderá R$ 9 bilhões com renúncia fiscal em 2021

A renúncia fiscal do estado em 2021 será de R$ 9 bilhões. A previsão consta da Lei de Diretizes Orçamentárias (LDO) que foi aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM).

O volume dos benefícios fiscais concedidos pelo governo de Goiás, apesar das ameaças de corte por parte de Caiado, prossegue escandalosamente entre os maiores do país.

A mamata das grandes empresas associadas à Adial e à Fieg, apesar das recomendações contrárias do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e da CPI dos Incentivos Fiscais, continua correndo solta em Goiás.