Assessora do deputado Coronel Adalilton dá carteirada e é presa por desacato à PM em Anápolis

Na ocasião, a Polícia Militar foi chamada para averiguar a denúncia. Mas, chagando ao local, os militares sofreram ofensas proferidas pela mulher que, além das provocações, teria argumentado trabalhar para o parlamentar como forma de intimidação.

Segundo informações, Juliana ainda teria tentado fugir do local, sendo necessário o uso de algemas para detê-la. Ela acabou sendo autuada por desacato e resistência. A PMGO confirmou o registro do Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por desacato.

Juliana atua como assessora de comunicação no escritório do parlamentar em Anápolis.