Luta iniciou ao lado de Wilder Morais, diz Caiado sobre Aeroporto Internacional de Goiânia

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, divulgou nesta quinta-feira (20) que a portaria que autoriza o Aeroporto de Goiânia/Santa Genoveva a realizar operações internacionais de passageiros e cargas foi publicada no Diário Oficial da União. O governador comemorou a conquista e reconheceu o trabalho do ex-secretário de Indústria e Comércio Wilder Morais no processo. “Uma luta que iniciou na nossa campanha para governador ao lado do senador Wilder”, disse Caiado.

Como secretário de governo, Wilder teve papel fundamental para conquistar a internacionalização do Aeroporto. “Fomos diversas vezes em Brasília. Conversamos com empresários. E, graças a Deus, Goiânia entra no mapa global, melhora seu ambiente de negócios, gera empregos diretos e escancara as portas para receber investimentos”, declarou Wilder.

Em setembro do ano passado, Wilder se reuniu com superintendente da Infraero em Goiás, Antônio Sales. Na ocasião, os dois acertavam os últimos termos do processo de internacionalização. “O governador Ronaldo Caiado determinou que a Secretaria de Indústria e Comércio cuidasse de todo esse processo. Foi o que fizemos assim que fui nomeado secretário”, disse Wilder na época.

Foram investidos pela Infraero R$ 185,5 mil nas adequações do Aeroporto Santa Genoveva para que o recebimento das aprovações de todos os órgãos relacionados ao atendimento de voos internacionais – Receita Federal, Polícia Federal, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Ministério da Agricultura. Para isso, foram adquiridos mais equipamentos de segurança como raios-x e detectores de metal, além de bancadas de atendimento e vistoria dos órgãos, sistema de vigilância e nova sinalização. Houve ainda a necessidade de adequação da sinalização do terminal e separação de fluxos, visto que os embarques e desembarques internacionais não podem se misturar com os domésticos.

“Goiás tem enormes vocações na área do turismo. Tem uma força econômica importante e, no entanto, não contava com um aeroporto internacional. Mas isso agora é passado. Nosso aeroporto vai receber e demandar voos de outros países. Fico feliz em participar diretamente desse momento, que não foi fácil. O resultado veio e a população de Goiás em geral, de Goiânia em particular, tem o que comemorar com mais essa conquista”, declarou Wilder.