Enel é campeã de reclamações em Goiás, no estado de São Paulo Doria chega a falar em cortar concessão da empresa de energia

Falar em denunciar a Enel no PROCON virou rotina. Cada dia aumenta mais as reclamações dos consumidores sobre as tarifas cobradas durante a pandemia.
Em São Paulo a situação não é diferente. O governador João Doria (PSDB) afirmou na sexta-feira (21) que a Enel precisa cumprir os acordos estabelecidos com o Procon-SP e a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) ou pode perder a concessão para operar no estado, caso não corrija as deficiências de atendimento aos usuários. “O governo do estado tem agido através do Procon-SP. É importante que essa empresa, hoje de capital italiano, já foi de capital americano no passado, tenha a consciência da observância das determinações do Procon e do respeito aos consumidores. Ela é uma concessionária de serviço público e ela pode ser multada novamente se não corrigir as suas deficiências e pode até ter a concessão cortada, se não for explicitamente obediente a esses princípios”, disse Doria em entrevista à Rádio Bandeirantes.
Em Goiás a população aguarda medidas similares por parte do governo.