Após ameaçar jornalista, Bolsonaro diz ser perseguido pela Globo há 10 anos

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se manifestou hoje pela primeira vez sobre a Globo após ameaçar um repórter de um jornal que pertence ao grupo da emissora carioca. No Twitter, Bolsonaro não comentou o episódio e se disse perseguido pela Globo “há pelo menos dez anos”.

O presidente também citou uma reportagem da Record sobre o suposto envolvimento de herdeiros do grupo com doleiros condenados. Ontem, Bolsonaro ameaçou um repórter do jornal O Globo em Brasília ao ser questionado sobre os depósitos feitos por Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), para a primeira-dama Michelle Bolsonaro.