Governo firma parcerias e entrega R$ 4,7 milhões em benefícios para os Bombeiros

O governador Ronaldo Caiado inaugurou, nesta terça-feira (22), duas estruturas para o aprimoramento do trabalho do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás e entregou mais 11 veículos para a corporação, sendo um caminhão para abastecimento de aeronaves, cinco caminhonetes para o uso no salvamento em toda a capital e cinco ambulâncias. Os novos espaços institucionais tratam-se de um hangar no Aeroporto Internacional de Goiânia e da Central de Assepsia para a desinfecção das unidades de resgate. Esta última foi construída na sede dos Bombeiros, no Jardim América.

O total de investimentos, que ultrapassa a marca de R$ 4,7 milhões, foi conquistado mediante diversas parcerias.

“O Estado se recompõe graças a um sentimento de governabilidade dado por todos os Poderes”, destacou Caiado durante a solenidade, em referência ao trabalho integrado promovido pelo Executivo, Judiciário e Legislativo.

O líder do Executivo disse que os princípios estabelecidos em sua administração têm o intuito de levar políticas públicas a todos os goianos, principalmente aos que mais precisam. “Governo não é projeto de poder pessoal. Goiás será referência, dinheiro público é para ser retornado à população em melhoria de qualidade de vida”, reforçou.

“Vamos fazer assepsia na estrutura de governo para buscar aquilo que é da população. Se tem qualquer dúvida, em qualquer lugar, será levantada por nós, como também serão levantados todos aqueles que se enriqueceram ilicitamente”, continuou, ao reforçar três dos pilares de sua gestão: parcerias, combate à corrupção e transparência.

“Estamos mostrando o benefício que a sociedade tem devido a essa integração. Temos esforços aqui do governo federal, por meio da Infraero [Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária], Poder Judiciário, Ministério Público, Governo do Estado e da força abnegada dos nossos oficiais e praças do Corpo de Bombeiros”, disse o secretário estadual de Segurança Pública, Rodney Miranda.

Benfeitorias
Os recursos para a construção do hangar, cerca de R$ 1,5 milhão, vieram dos cofres do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (TRT18), com aval do Ministério Público do Trabalho.

“O nosso Corpo de Bombeiros possui o que há de melhor no país em termos de capital humano, e a capacitação técnica garante histórias de salvamento tão bem-sucedidas”, pontuou o presidente do TRT da 18ª Região, desembargador Paulo Sérgio Pimenta. “É uma satisfação contribuir para o desenvolvimento do nosso Estado fortalecendo nossas instituições”, complementou.

A importância das parcerias para a materialização de projetos que garantam qualidade de vida à população também foi a tônica da fala do procurador-chefe do MPT, Tiago Ranieri de Oliveira. “Não estamos apenas focados na regularização das relações trabalhistas, existe todo um efeito expansivo no cenário da sociedade”, ponderou. “Esse diálogo aberto, essa costura sem discriminação com vários atores é uma característica do governo do senhor [referindo-se a Caiado], no intuito de realmente construir um Estado melhor”, acrescentou.

O novo hangar será a sede do Comando de Operações Aéreas dos bombeiros, um benefício que se tornou realidade devido às articulações de oficiais e praças e que, agora, vai dar mais condições operacionais à corporação. Com 1.420 metros quadrados e capacidade para abrigar cinco aeronaves, é um dos maiores no Brasil e poderá, ainda, dar suporte para firmar parcerias com outros órgãos.

Já o caminhão para abastecimento de aeronaves e as cinco caminhonetes, que demandaram verba de R$ 937 mil, foram adquiridos por meio de convênio firmado entre o Corpo de Bombeiros e a Secretaria de Estado da Saúde (SES).

“Com essas caminhonetes, vamos atender mais de 15 unidades e realocar outras para o interior. O caminhão de abastecimento duplicará o campo de atuação do nosso helicóptero e trará mais segurança, com um combustível limpo para a aeronave”, detalhou o comandante-geral do Corpo de Bombeiro, coronel Esmeraldino Jacinto de Lemos.

Titular da SES, Ismael Alexandrino ressaltou o trabalho conjunto realizado entre a pasta e a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) desde o início da gestão. “Essa parceria se solidifica mais a cada dia para melhorarmos o nosso processo e realizarmos treinamento mútuo”, assinalou. Ele lembrou que a integração dessas duas áreas de governo (saúde e segurança) possibilitou que Goiás, mesmo em uma pandemia, conseguisse aumentar o número de transplantes renais, fruto da união do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).