PMDB propõe extinção de 19 ministérios e aliança com PT está perto do fim

Reportagem publicada no site do jornal O Globo:

O líder do PMDB na Câmara, deputado Eduardo Cunha (RJ), protocolou nesta terça-feira proposta de emenda constitucional (PEC) fixando em vinte o número máximo de ministérios. O governo Dilma Rousseff possui 39 e, desses, cinco são ocupados por peemedebistas. A proposta foi apoiada por 190 deputados — 19 a mais do que o número mínimo necessário para sua apresentação.

A PEC é uma reação à presidente Dilma Rousseff, que, no auge da crise gerada pelas manifestações de junho, propôs a realização de um plebiscito sobre reforma política. O PMDB considerou a medida uma forma de jogar o desgaste político para o Congresso, que há anos não consegue chegar a um acordo sobre o tema.

“Temos o intuito de sinalizar para a sociedade que o gasto público com a máquina administrativa terá limite. Acreditamos que o número de vinte ministérios, que reduz em 50% o atual tamanho da administração direta, atende bem as necessidades do Estado moderno e alinha o país ao tamanho dos demais Estados em igual ou superior grau de desenvolvimento. Ressalta-se que fica a critério do Poder Executivo o detalhamento da distribuição, composição e atribuição das pastas, preservando o princípio da separação dos Poderes”, afirmou o líder do PMDB, na justificativa da proposta de emenda constitucional.