Paulo Garcia alega falta de dinheiro, mas devolve milhares de reais sem usar para o Governo Federal

Não dá para entender: há menos de um mês, na prestação de contas realizada junto aos vereadores, o prefeito Paulo Garcia (PT), de Goiânia, disse que estava com déficit nas contas do município. Foi muito criticado por isso.

Mas, fez o ‘mea culpa’ e reconheceu que o caixa da Prefeitura estava descapitalizado devido ao período do ano. Daí a ação de realizar um mutirão de arrecadação com negociações quanto às dívidas dos contribuintes e o anúncio repentino do aumento abusivo do IPTU.

Agora, o descalabro: a rádio 730 denunciou que a prefeitura de Goiânia enviou projeto de Lei à Câmara Municipal para formalizar a devolução de mais de R$ 257 mil ao Governo Federal. Motivo: a verba não pode ser usada pelo município, pois o prefeito não colocou os gastos na Lei Orçamentária.

E quem é que paga o pato? O trabalhador, pois o dinheiro do Governo Federal era justamente para investimentos no Fundo de Assistência do Trabalhador.

Afinal, estranho: que motivos teria a Prefeitura para não colocar estes recursos na LDO?

Incompetência? Amadorismo na gestão pública?

Aguardamos as respostas da Prefeitura.