Professores municipais vão ficar na saudade. Paulo Garcia descarta atender às reivindicações da greve

Em entrevista à rádio CBN/Anhanguera, nesta terça-feira, o prefeito Paulo Garcia descartou possibilidade de universalizar gratificação em R$ 319, um dos principais pontos de reivindicação dos professores municipais em greve.

Segundo a emissora, “o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, descartou a possibilidade de universalizar a gratificação de Difícil Acesso no valor de R$ 319,00, como querem os professores da Rede Municipal de Educação.

Para o petista, a Prefeitura já gasta 86% dos recursos da Educação com a folha de pagamento estando, portanto, no limite já que sobram apenas 14% para os demais investimentos.