Ulisses Aesse diz que greve da Educação “chamuscou” imagens de Neyde, Paulo Garcia e Sintego

O jornalista Ulisses Aesse, titular da coluna Café da Manhã, do Diário da Manhã, resumiu em uma nota o balanço da greve dos servidores da Educação de Goiânia, que terminou nesta segunda-feira depois de 25 dias. Ulisses afirma que a greve deixou “chamuscada” a imagem de três “sumidades”: o Sindicato dos servidores da categoria (Sintego), a secretária municipal de Educação, Neyde Aparecida, e o prefeito Paulo Garcia (PT).

Na mosca, Ulisses.