Célia Valadão foge do Popular para não ter de falar sobre o fracasso do Conselho de Ética

Veja trecho de matéria do jornal O Popular:

Por três semanas, O POPULAR tentou acesso aos dados dos processos que tramitam no Conselho de Ética. Presidente do órgão, a vereadora Célia Valadão (PMDB) não quis repassar as informações e nem conversar com a reportagem. A peemedebista está afastada temporariamente da presidência do órgão.

O presidente da Câmara, Clécio Alves (PMDB), não concorda com a postura de Célia. “Ainda que esteja afastada tem autonomia para repassar os dados. Não há motivos para não divulgá-los”, opinou Clécio. As informações foram localizadas no site após pesquisa.

Clécio foi o primeiro a acionar o órgão na atual legislatura. Em março, ele entrou com representação contra Djalma Araújo (hoje Solidariedade, à época no PT) depois de um bate-boca recheado de ofensas morais e palavras de baixo calão. Ao longo do ano, os dois voltaram a se enfrentar, dando origem a mais uma representação do peemedebista e outra do ex-petista.