A dificuldade de Paulo Garcia e de assessores de conviver com as críticas e a tática de culpar outros pelos desacertos da Prefeitura

O prefeito Paulo Garcia (PT) sofrem de um mal terrível: a dificuldade em aceitar e conviver com as críticas e questionamentos de uma sociedade democrática, sustentada em cima de pilares como a liberdade de expressão.

Tanto o petista como sua equipe reage com agressividade às reclamações ou algum comentário negativo sobre as ações da Prefeitura.

E o que mais se tem hoje é motivo para criticar a gestão municipal.

Diante do que é comum na democracia, Paulo Garcia e sua patota responde com uma profunda irritação, como se fossem os donos soberanos da verdade e não pudessem ser questionados, revelando fortes traços de autoritarismo e arrogância.

A outra saída é apostar na paranoia e se dizer vítima de conspirações e ataques orquestrados, sempre, pelo governo do Estado.

Uma bobagem atrás da outra que não resolve o problema de Paulo Garcia: a sua péssima administração.

E, pelo jeito, vai ter de continuar ouvindo muita crítica pela frente. Ah, se vai.