Iris de Araújo lidera revolta digital contra a oposição

Reportagem publicada no site Goiás 247

A deputada Iris de Araújo tem usado mais a tribuna do Twitter que a da Câmara Federal. A maioria dos tweets de Dona Iris tem o objetivo de fustigar os deputados de oposição na Assembleia Legislativa, que se mostram mais amigos do governo Marconi Perillo do que se imaginava.

A rede social virou palanque para a deputada criticar o governo estadual, pedir uma oposição mais unida (pedido que não tem efeito algum), lançar projetos como o da caravana da oposição e atacar alguns supostos aliados – mesmo que não cite os nomes das vítimas de suas tuitadas.

Dois episódios recentes fizeram com que Dona Iris passasse muito tempo na frente de um computador dando tuitadas. Primeiro, a crise das CPIs. Deputados de oposição recuaram e desistiram de assinar requerimentos que criariam CPIs contra o governo.

E na semana passada a pauta de votação que liberaria o STJ para investigar o governador Marconi Perillo. A oposição teve apenas seis votos a favor da investigação. O placar de 30 a 6 escancarou que os 16 parlamentares de oposição às vezes (ou quase sempre) votam com a base aliada. É goleada na certa.

O placar elástico deixou a líder peemedebista furiosa e mais uma vez ela foi para o Twitter. “Estou muito velha para fazer de conta que não ouvi o que não me agrada ,dizer o que não penso e rir do que não tem graça.”, escreveu a deputada.

A lamentação de Dona Iris não parou por aí. “A inércia da oposição,o interesse privado em detrimento do público,pode fazer com que choremos lagrimas amargas no futuro.”.

Um dos posts mais simbólicos de Dona Iris no mês de março foi um que parece simbolizar recado direto para Júnior Friboi. O empresário espalhou que chegaria no PMDB com status de candidato a governador. Dona Iris é esposa de Iris Rezende, então, ela não gostou nada da indelicadeza do bilionário. “Nada contra pontos de vistas divergentes, mas há que se ter respeito para os que tem votos e história.”, escreveu a deputada.

Toma lá, dá cá

Se Dona Iris não tem medido tuitadas para criticar a oposição que ela mesma integra, ela também é vítima da língua solta de deputados. O deputado federal Rubens Otoni (PT) afirmou que o PMDB precisa falar menor e agir mais. Não se sabe se foi uma indireta para Dona Iris.

E os próprios peemedebistas também condenam essa postura de xerifona assumida pela deputada. Alguns lembram que Dona Iris, que vive cobrando atuação forte e combativa contra Perillo, ficou calada quando esteve frente a frente com o governador na CPI do Cachoeira em 2012.